15.10.16

O garoto dos corredores

Dê play aqui e leia.

Eu sei que pareço não sentir nada e consequentemente não demonstro o interesse que deveria. É que na verdade nem eu sei o que realmente sinto por você. Qualquer um diria que é uma queda, mas meus sentimentos são tão intensos que enquanto outras pessoas sentem uma “quedinha” e tudo bem, a minha é como se eu pulasse de um penhasco e essa queda não tivesse fim, por isso é sempre tudo muito confuso. Justamente como essas palavras que escrevo agora.

Todas as vezes te encontro pelos corredores, o meu coração dispara e é como se eu fosse para um universo paralelo onde só existe eu e você, mas infelizmente a minha insegurança não me deixa demonstrar tudo o que sinto e eu acabo agindo como se nada estivesse acontecendo, quando na verdade estou caindo em um abismo invisível causado pelo seu sorriso.

Definitivamente me expresso melhor quando escrevo, por isso estou escrevendo para lhe dizer que mesmo que eu pareça completamente indiferente, dentro de mim milhões de borboletas se agitam no instante em que nossos olhares se cruzam e se você fosse capaz de sentir o que sinto cada vez que isso acontece, saberia como é difícil (tentar) fingir que nada está acontecendo. Por isso, tente me entender: não demonstrei o que sinto até agora por receio de que meus sentimentos fossem rejeitados mais uma vez.

E mesmo sem saber o que sente por mim, estou aqui para lhe entregar tudo o que há em mim, porque eu simplesmente não aguento mais andar ao lado de dúvidas e a incerteza é algo que me machuca e machuca mais ainda te ver todos os dias e não ter pra mim.


Com todo o meu amor,
o Garoto dos corredores.

4 comentários em "O garoto dos corredores"

  1. Talvez a insegurança seja o maior empecilho para que as coisas aconteçam.
    http://brancobolcado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito boa semana para ti e muitos beijinhos,tudo de bom para ti,fica bem,querido amigo!!

    ResponderExcluir
  3. A insegurança, junto com o medo da rejeição e a confusão desse turbilhão de sentimentos é a pior coisa da vida. Ao mesmo tempo que queremos, precisamos e esperamos poder demonstrar tudo o que sentimos também ficamos com um pé atrás por acharmos que nunca está bom o suficiente. Mas esse também é o grande obstáculo para tornar as coisas reais ♥

    ResponderExcluir
  4. Texto tão sincero, tão belo, de tão fácil identificação para o leitor...!

    Meus sentimentos também são sempre confusos. Querer, e nem bem saber direito o que se quer. E saber com toda a certeza, ao mesmo tempo.

    Bom semana para você, Guttho!

    ResponderExcluir