24.2.16

V I N T E


Eu ainda estou um pouco assustado, sem saber o que dizer, mas aí vamos nós...
24 de fevereiro poderia ser um dia normal, mas é o dia do meu aniversário. (O que quer dizer que continua sendo um dia normal pra todas as outras pessoas, mas ok...) E há alguns anos eu temo a chegada dessa data. Não sei o que me leva a isso, mas talvez seja o fato de que as pessoas tenham a famosa “crise dos 25” e eu venho tendo crises desde os 15. Pois é...

O tempo está passando muito rápido e eu claramente não estou conseguindo acompanhar e muito menos sabendo lidar com isso. Chegar aos vinte parecia uma coisa tão distante e aqui estamos nós. Muitas pessoas aos vintes anos já fizeram coisas incríveis e totalmente revolucionárias, enquanto eu estou mais perdido que barata tonta. Ao contrário da maioria das pessoas, eu nunca quis crescer e nunca sonhei em ter dezoito anos para “fazer o que eu quiser”. E isso porque aconteceram coisas na minha vida que me fizeram amadurecer muito rápido e um pouco antes da hora. Por isso essa coisa de ser adulto sempre me assustou, são tantas cobranças, tantos deveres, tanto tudo que você fica: WHAT? Acho que me perdi aqui... Fala sério, gente... Adultos são tão chatos!

Engraçado que mesmo não querendo crescer, o Guttho de quinze anos tinha um plano perfeito pra vida, mas infelizmente nós nos perdemos em algum momento e o de vinte está tentando colocar as coisas no lugar e espero que o Guttho de vinte e um me apareça com tudo prontinho. risos

Provavelmente quando eu reler esse post daqui há alguns dias, nada que escrevi acima vai fazer muito sentindo, mas tudo bem, porque o verdadeiro intuito dele é agradecer. Agradecer ao Guttho de anos atrás por me permitir existir.  Quero agradecer por ter sido tão forte mesmo quando se achava fraco e achou que não conseguiria mais continuar. Quero agradecer pela sua coragem em diversas situações e principalmente por não ter tido medo de defender os seus ideais nos momentos que ficar calado seria a opção mais fácil. E eu sei que às vezes era realmente difícil, você tinha que olhar pro céu e dizer “DISÃS, me ajuda aqui, porque não está fácil!”, mas eu sou a prova de que você se saiu muito bem e que soube lidar com os problemas de uma forma que eu jamais conseguiria. Então, obrigado por escolher continuar!

E a má notícia é que infelizmente nós não somos o Peter Pan e por isso vamos sempre ficar mais velhos nessa data, mas é como diria Inês Brasil: “É aquele ditado: 'vamo' fazer o quê?”. O jeito é segurar a marimba, "monamu"! E eu sei que ainda vamos fazer coisas incríveis! ❤

5 comentários em "V I N T E"

  1. Parabéns Gutthooo!! Muitas felicidades.
    eu entendo seus pensamentos... ja tenho quase 22 e ainda estou meio perdido kkkk
    Demorei um tempo pra entender o "DISÃS" kkkk como você consegue ser tão engraçado mesmo quando está falando de uma coisa séria? Isso deixa seus textos tão leves, sério eu leria as coisas que você escreve por horas sem me cansar!!

    ResponderExcluir
  2. Essa sensação de o tempo não parar é um saco, não é? Parece que quando estamos conseguindo acompanhar, fica tudo de pernas para cima. PARABÉNS pelos vinte aninhos. Estamos juntos nessa crise aiuheiauhe, eu também já ando assustada com a possibilidade de daqui alguns meses estar na mesma situação. Mas que seja mais um ano, e que tu consiga fazer coisas revolucionárias, ou pelo menos, tentar. ♥

    ResponderExcluir
  3. Que post incrivel! Relaxa, mesmo crescendo e tendo mais responsabilidades, voc pode continuar com aquela criança interna, que ainda assiste bob esponja e sonha em ir pra Narnia - eu!
    Amei seu blog
    Beijos!
    Isa Nonemacher

    ResponderExcluir
  4. Parabéns! Te entendo perfeitamente. Eu, por exemplo, ainda não tenho noção do meu lugar no mundo, mas vamos a luta!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. moçoooo, apesar de estar beeeeem atrasadinha (Eu tô há seculos enrolando pra comentar aqui), eu quero te dizer que eu também passei por isso (claro, somos gêmeos de mães separadas, né) e que ainda passo. De um jeito um pouco menos intenso, mas passo.
    Vou fazer 20 e fucking 3 anos esse ano e cada vez que penso nisso fico assustada por essa sensação mesmo de que tudo tá passando muito rápido e que de repente tenho 27, 30!
    Acho que o grande causador desse nosso medo é essa pressão que dá quando nos comparamos com pessoas que têm realidades completamente diferente das nossas, sabe? Fulano de tal conquistou tal coisa com a minha idade? Que ótimo.
    Mas eu tbm tô aqui vivendo minha vida, experimentando coisas, vivenciando momentos bons, ruins, crescendo, quebrando a cara e crescendo de novo.

    Ai, suspirei aqui, sérião kkkkkkkk tá profundo o negócio! OH DISÃS (adorei isso), ajuda nois!
    Meu, a gente é jovem. Muito jovem. Você então!
    E eu também tô perdida. Muito. Ainda tenho tanto a aprender e tenho medo de demorar pra aprender certas coisas, mas a questão é não ter pressa e ir tentando viver sendo a melhor versão de nós mesmos, cada vez mais, né não?

    Sucesso, amor, força e tudo de ótimo pra ti! Hoje e sempreeee <3
    Beijaumm, brisei no comentário enoooorme. Sua culpa.

    ResponderExcluir